Acessar o site em Inglês Acessar o site em Português
  • ANPO

  • TV ANPO

  • CTR/ANPO
  • IG DO GRANITO
  • BIBLIOTECA

  • EMPRESAS


PÓ DE ROCHA NA AGRICULTURA

Publicado em 13/05/2022

A ANPO vem nos últimos 3 anos firmando parcerias com universidades além do CETEM,objetivando avançar nas pesquisas que evoluem o reaproveitamento dos resíduos gerados na indústria de beneficiamento(lama),para a reutilização como “fertilizantes” no agronegócio.

O pó de rocha é um remineralizado que, como o próprio nome diz, ajuda na recomposição dos minerais, melhorando as condições do solo com menor custo. Os minerais deverão ser rico em micro e macro nutrientes e que estes em mistura no solo alterem os índices de fertilidade do solo.

Primeiro é preciso avaliar se o minério possui os índices mínimos de eficiência agrônoma exigidos pelo Ministério da Agricultura, se aprovado, ele está apto para ser regulamentado. Depois analisar a dureza e abrasividade para definir o melhor processo de cominação (fragmentar a rocha em pequenas partículas) e separação.

A aplicação é feita em média 40 dias antes do plantio que o material disponibilize todo o seu potencial para as plantas.

Para atingir uma boa produtividade é preciso que o manejo seja planejado com antecedência para que sejam feitas todas correções necessárias no solo, atendendo aos critérios que a planta exige.

Mas não é qualquer rocha que pode ser usada. O produto aplicado no campo vem de pedreiras de basalto, granito e micaxisto. São rochas chamadas de silicáticas, facilmente encontradas no Brasil. Todos esses minérios podem ser encontrados no solo brasileiro. Qualquer mineradora que trabalhe com os minérios já citados pode produzir os remineralizados.

Totalmente natural, os agrônomos já observam os resultados positivos obtidos com o uso de remineralizados, principalmente na soja. Mais econômico, o pó de rocha reduz o custo de produção dos agricultores e reduz o impacto ambiental. Além disso, os alimentos produzidos são mais saudáveis e nutritivos. Entre os principais resultados alcançados com a utilização, estão o investimento em raízes, com incremento no tamanho, volume e desenvolvimentos de raízes secundárias. Também tem sido observada maior resistência às pragas e doenças devido ao alto teor de silício do pó de rocha, além de um ambiente favorável ao crescimento e desenvolvimento de microrganismos benéficos que são fundamentais para uma agricultura sustentável.

 

 

                                                       

PÓ DE ROCHA NA AGRICULTURA

Compartilhe:

 

 

Visitas: 39



Entre em contato

Site seguro

https://www.anpo.com.br/ https://www.anpo.com.br/